cronicas da desonra

Quisera eu crer que tu seria diferente,quisera eu crer que tu tivestes dignidade e honra...eu me enganei!!
Lutamos batalhas de tristezas,batalhas de alegria,e quisera eu crer que tu era honrado,que era forjado pelo aço da integridade e o elmo do respeito ...eu me enganei!

Grepolis é um game de estratégia,conquistas,gloria e fama.Não precisa ser jogo de intrigas,desafetos traições e falta de carater.Não posso acreditar que pra se vencer é necessario SE VENDER,para ter uma medalha,ou coroa...
A vida é uma eterna batalha,todos os dias temos que acordar e sair da trincheira para encarar inimigos.Ai daquele que não tiver amigos,ai daquele que cair na desgraça da desconfiança e perder aqueles que muito lutaram a seu lado,seja no trabalho,familia,ou apenas naquele grupo que se fazia parte.
Quis eu acreditar que tu tivesse honra,que tivesse fibra e coragem...tu é fraco e sabe disto.

AQUELE QUE ABANDONA SEUS COMPANHEIROS NO CAMPO DE BATALHA,E SE ALIA AOS INIMIGOS...MERECE A MEDALHA DO DESPREZO E A DESCONFIANÇA DAQUELES QUE TE RECEBEU.

Esta postagem não é um lamento,é tristeza por te saber tão fraco de espirito e honra no Grepolis.

Se vendeu ao inimigo e ainda envolveu a mulher para que mentisse.
Quem quiser saber o teatro,me mandem mp que envio na integra a conversa com a Esposa que fez um show,digno de uma atriz mediocre.
 
Conto a história de um jogador que esteve ao lado de outros,durante meses...não rendeu como combatente,mas se beneficiou como defensor(qndo era conveniente).Estava em uma aliança,mas tambem estava em outra,com uma outra conta,que por sinal tinha nome de mulher.
Conta-se agora que era conta de sua esposa.
O rapaz era muito falante,amississimo,atencioso,e sempre ativo,numa rede de comunicaçãol.Ao iniciar as Maravilhas,esta rapaz se calou,ficou inativo e os companheiros viram uma de suas metropolis,ser conquistada,bem no meio de uma ilha com Monumento.Fez-se uma correria,muita preocupação com o dito cujo.Procuram,indagaram...e o meliante após 3 dias,abriu a comunicação e relatou que estava com problemas no PC e que o GREPOLIS não abria para ele entrar.Trez minutos depois,ele saiu da aliança e apareceu na suposta "ja ganhou".Claro,que foi procurado de imediato pelos antigos companheiros...Pasmem...quem atendeu foi a suposta esposa,dizendo em alto e esbravejante,que o rapaz era um vagabundo,que ela trabalhava o dia todo para pagar as contas,dar de comer aos filhos e ele deixava a casa suja,jogava na frente das crianças e que ela iria ACABAR com a pouca vergonha.... e olha la se não colocasse ele fora de casa "que tristeza"...e a tal conta deste rapaz passou a jogar sozinha,indo de uma aliança a outra,o inimigo dos antigos companheiros enchendo de defesas,mesmo o rapaz ja tendo sido retirado da aliança "ja ganhou".
Soube-se depois que a "esposa" tambem é jogadora,inclusive com conta ativa...
Claro que os antigos companheiros se aborreceram,não por ele ter escolhido outra casa,isto faz parte...mas por ele ter recebido convite para render a conta,e como premio ganharia o mundo com eles.
Quanto vale a honra?
Quanto vale amizade?
Grepolis é jogo de estratégia,conquista,guerra,mas tambem é traições,fingimento,egoismo...cabe a cada sujeito escolher a sua conduta,Mas tambem tem que se imaginar que por detras de seu personagem,existe um ser real,e mesmo que se diga que na vida Real é diferente,sua conduta exprime seu caráter...isso não desgruda das atitudes que tomamos numa disputa.SER OU NÃO SER,EIS A QUESTÃO!!
Fazer de tudo pra ser campeão,não quer dizer fazer de tudo desonradamete...quer dizer,lutar estratégicamente,apoiar com dignidade,ser ativo,sem deixar de cumprir os compromisso e por fim,SER HONRADO,para que a vitória seja gloriosa e merecedora.Se perder,ficará a certeza de que fez o melhor por toda sua equipe...e poder olhar esta cronica e dizer ESTE NÃO SOU EU!!!!
 
Dos olhos dos crocodilos tbm escorre lágrimas antes de abocanhar suas presas.
Vc "que chora" é conhecido pelos mundos de cerco...eu disse conhecido,e não admirado,heim!!
 
Conto a história de um jogador que esteve ao lado de outros,durante meses...não rendeu como combatente,mas se beneficiou como defensor(qndo era conveniente).Estava em uma aliança,mas tambem estava em outra,com uma outra conta,que por sinal tinha nome de mulher.
Conta-se agora que era conta de sua esposa.
O rapaz era muito falante,amississimo,atencioso,e sempre ativo,numa rede de comunicaçãol.Ao iniciar as Maravilhas,esta rapaz se calou,ficou inativo e os companheiros viram uma de suas metropolis,ser conquistada,bem no meio de uma ilha com Monumento.Fez-se uma correria,muita preocupação com o dito cujo.Procuram,indagaram...e o meliante após 3 dias,abriu a comunicação e relatou que estava com problemas no PC e que o GREPOLIS não abria para ele entrar.Trez minutos depois,ele saiu da aliança e apareceu na suposta "ja ganhou".Claro,que foi procurado de imediato pelos antigos companheiros...Pasmem...quem atendeu foi a suposta esposa,dizendo em alto e esbravejante,que o rapaz era um vagabundo,que ela trabalhava o dia todo para pagar as contas,dar de comer aos filhos e ele deixava a casa suja,jogava na frente das crianças e que ela iria ACABAR com a pouca vergonha.... e olha la se não colocasse ele fora de casa "que tristeza"...e a tal conta deste rapaz passou a jogar sozinha,indo de uma aliança a outra,o inimigo dos antigos companheiros enchendo de defesas,mesmo o rapaz ja tendo sido retirado da aliança "ja ganhou".
Soube-se depois que a "esposa" tambem é jogadora,inclusive com conta ativa...
Claro que os antigos companheiros se aborreceram,não por ele ter escolhido outra casa,isto faz parte...mas por ele ter recebido convite para render a conta,e como premio ganharia o mundo com eles.
Quanto vale a honra?
Quanto vale amizade?
Grepolis é jogo de estratégia,conquista,guerra,mas tambem é traições,fingimento,egoismo...cabe a cada sujeito escolher a sua conduta,Mas tambem tem que se imaginar que por detras de seu personagem,existe um ser real,e mesmo que se diga que na vida Real é diferente,sua conduta exprime seu caráter...isso não desgruda das atitudes que tomamos numa disputa.SER OU NÃO SER,EIS A QUESTÃO!!
Fazer de tudo pra ser campeão,não quer dizer fazer de tudo desonradamete...quer dizer,lutar estratégicamente,apoiar com dignidade,ser ativo,sem deixar de cumprir os compromisso e por fim,SER HONRADO,para que a vitória seja gloriosa e merecedora.Se perder,ficará a certeza de que fez o melhor por toda sua equipe...e poder olhar esta cronica e dizer ESTE NÃO SOU EU!!!!

Amigo, honra é algo reservado a poucos.

A raiz e a origem dos sentimentos de honra e vergonha, inerentes a todo o homem que não é totalmente corrompido, e o supremo valor atribuído ao primeiro reside no que vem a seguir. O homem, por si só, consegue muito pouco e é um Robinson abandonado: apenas em comunidade com os outros ele é e consegue muito. Ele dá-se conta de tal situação a partir do momento em que a sua consciência começa, de algum modo, a desenvolver-se, e logo que nasce nele a aspiração por ser considerado um membro útil da sociedade, portanto, alguém capaz de cooperar como homem pleno e, por conseguinte, tendo o direito de participar das vantagens da comunidade humana.

Ele consegue-o realizando, em primeiro lugar, aquilo que se exige e espera em geral de cada um, depois, realizando aquilo que se exige e espera dele na posição especial que ocupa. Mas logo ele reconhece que, nesse caso, o importante não é o que ele representa na sua própria opinião, mas na opinião dos outros.

Por conseguinte, tal é a origem da sua aspiração zelosa pela opinião favorável de outrem, e assim também surge o valor supremo nela depositado. Esses dois elementos aparecem na espontaneidade de um sentimento inato, chamado sentimento de honra e, de acordo com as circunstâncias, sentimento de pudor. É este que ruboriza as suas faces quando acredita ter subitamente perdido na opinião dos outros, mesmo sabendo-se inocente, e inclusive onde a falta apontada concerne apenas a uma obrigação relativa, ou seja, assumida arbitrariamente. Por outro lado, nada fortifica mais o seu ânimo de vida do que a certeza alcançada ou renovada da opinião favorável dos outros, porque ela lhe promete a protecção e a ajuda das forças reunidas do conjunto, que são uma muralha infinitamente maior contra os males da vida do que as suas próprias forças.

Tal é o valor da honra que até mesmo os nazistas consideravam-na um bem superior, com a célebre frase gravada nas adagas e nos cintos da Waffen-SS: ´´Minha honra chama-se lealdade´´

É claro que a honra a que refere-se a frase acima não é à Pátria, mas sim a um lunático. Entretanto, nota-se que em qualquer sociedade, seja uma budista, uma católica ou até mesmo uma nazista, a honra é algo importantíssimo.

Não é à toa que cresce o número de pessoas que defendem que não existe nem difamação, nem calúnia nem injúria. O argumento principal? A honra da pessoa falaria por ela mesma, de maneira que o acusador é quem ficaria com o nome manchado.

Trazendo esses pensamentos para o Grepolis, apenas te dou uma dica: Acostuma-te com isso, pois é nesse jogo que você vai encontrar tanto o melhor das pessoas como o pior também.

Edit: Esqueci de mencionar que até para alguns traidores a honra é importante, pois ele mesmo tentou esconder sua atitude para que ela não ficasse suja.

Primeiro texto é do Schopenhauer no livro Aforismos para a Sabedoria de Vida
 
Última edição:
Obrigado pela sua colocação e tambem pela dica.
Mas tenho por príncipio não julgar,não acusar,e não pretendo de forma alguma me "acostumar" com aquilo que acredito ser errado.
Roubar,matar,estrupar,aliciar,corromper,trair,deturpar,estes e mais outros verbos de comportamento,não serve só pra vida real...serve para a vida virtual tbm.
Mas isto sou eu,não exijo que sejam assim,mas nada me impede de mostrar meu repúdio e talvez,muito Talvez,eu consiga fazer com que os jovenzinhos que jogam o game possam usar sua massa pensante e analisar se vale a pena ser diferente daqueles que usam de todos os meios para se dar bem.Como eu disse na narrativa acima:CABE A CADA UM ESCOLHER como quer entrar para a história,seja na vida real ou virtual.
 
Obrigado pela sua colocação e tambem pela dica.
Mas tenho por príncipio não julgar,não acusar,e não pretendo de forma alguma me "acostumar" com aquilo que acredito ser errado.
Roubar,matar,estrupar,aliciar,corromper,trair,deturpar,estes e mais outros verbos de comportamento,não serve só pra vida real...serve para a vida virtual tbm.
Mas isto sou eu,não exijo que sejam assim,mas nada me impede de mostrar meu repúdio e talvez,muito Talvez,eu consiga fazer com que os jovenzinhos que jogam o game possam usar sua massa pensante e analisar se vale a pena ser diferente daqueles que usam de todos os meios para se dar bem.Como eu disse na narrativa acima:CABE A CADA UM ESCOLHER como quer entrar para a história,seja na vida real ou virtual.
Poisé eu também repúdio isso , mais segue a vida neh. Vc é um grande soldado e luta pelos ideais corretos. Está de Parabéns pela sua batalha